quarta-feira, 30 de outubro de 2013

VIGILÂNCIA NO MEIO DE GRANDE APOSTASIA – PARTE 2

 E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará. Mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo.” Mateus 24:11-13

Prof. Johan Malan, Middelburg, África do Sul (Maio 2009)

A intensidade das pressões a que estamos expostos, nas suas formas múltiplas, está a aumentar rapidamente. Estes ataques têm efeitos devastadores nas vidas daqueles que não têm a perspectiva bíblica correta nas nossas circunstâncias, e que não estão seguramente ancorados na Rocha das Idades. Este problema tem muitas causas, particularmente as seguintes:



1ª Tempos perigosos

A extrema carnalidade e um tipo de santidade sem vida estão rapidamente a tornar-se as características principais do Cristianismo nominal do tempo do fim. Será difícil e mesmo até impossível os verdadeiros cristãos adaptarem-se a condições sociais e religiosas desta natureza. Paulo disse: “Mas sabei isto, que nos últimos dias virão tempos perigosos: Pois os homens serão amantes de si mesmos,  avarentos, presunçosos, orgulhosos, blasfemos, não obedecendo aos pais, ingratos, profanos, sem afeto natural, não perdoando, caluniadores, incontinentes, cruéis, desprezadores do bem, traidores, obstinados, altaneiros, amantes do prazer em vez de amarem a Deus, tendo uma semelhança de santidade mas negando o poder da mesma. Afastai-vos destes tais!” (2 Timóteo 3:1-5).
O amor de cada um por si mesmo será a característica dominante das pessoas, enquanto que o desporto e os desejos da carne serão mais importantes para elas do que a religião. Nos seus esforços para atingir a culminância, o homem do fim do tempo agirá cruelmente e sem vergonha para com os outros, não hesitando usar a subversão, a traição e a corrupção. Abusará também da religião, com o fim de criar para si uma imagem aceitável pela sociedade, negando na prática os princípios básicos do Cristianismo evangélico com as suas ações. Ele será um cristão apenas em nome, projetando totalmente uma imagem falsa do Cristianismo. Será um seguidor fervoroso dos enganadores e falsos profetas que substituiram a verdade por uma mentira.
Os verdadeiros cristãos não serão capazes de se associar a pessoas, igrejas ou pregadores desta natureza, e não terão outra alternativa senão abandonarem todas as formas de falsa religião. Por conseguinte, os cristãos evangélicos vão ser cada vez mais postos à margem na sociedade, e até perseguidos. Serão vítimas dos atos sem fundamento e sem coração da maioria dos comprometedores e terão de enfrentar ser maltratados devido à sua fé em Cristo.


 

Um comentário:

  1. É para mim uma honra acessar ao seu blog e poder ver e ler o que está a escrever
    reparei que se tem esforçado por nos dar o melhor,
    é um blog que nos convida a ficar mais um pouco e que dá gosto vir aqui mais vezes.
    Posso afirmar que gostei do que vi e li,decerto não deixarei de visitá-lo mais vezes.
    Sou António Batalha.
    Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
    PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se ainda não segue pode fazê-lo
    agora, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.
    Que a Paz de Jesus esteja no seu coração e no seu lar.

    ResponderExcluir

SEU COMENTÁRIO É MUITO BEM VINDO