sexta-feira, 11 de outubro de 2013

ISRAEL, OBAMA E O REAL ANTICRISTO

Nos meus últimos artigos tenho avançado que me parece evidente que Obama será como um bode expiatório do verdadeiro e final Anticristo, fazendo-se passar por este, para que o derradeiro filho da perdição possa surgir como “salvador” da humanidade do caos que foi por eles (illuminati) mesmo iniciado.
Tudo a que recentemente assistimos, parece-nos levar a crer cada vez mais nesta possibilidade.

Sem dúvida nenhuma que Obama, recentemente tem perdido muita da fama e credibilidade que aparentou ter quando da sua primeira eleição, basta relembrarmos os três últimos casos que os mídia fizeram questão de promover:
1 – O caso das escutas da NSA -  Snowden (1)
2 – O caso das armas químicas na Síria (2)
E agora o caso do,
3 - SHUTDOWN do governo americano, que tantos problemas acarreta às pessoas e à economia mundial, sendo indiferente que fique agora resolvido num suposto acordo, pois o objectivo é mesmo degradar a economia e o dólar americano, independentemente do que aconteça, o rastilho foi aceso…
 
Dólar, colapso à vista...


E isto é apenas o aparente pois existem outros sinais que têm vindo a denegrir de forma subtil a imagem de Obama, como as recentes notícias de um líder da Irmandade Muçulmana deixar no ar que Obama poderá ter ligações a esta organização (3).
   
Quando vemos todos estes pontos, analisamos a actual geopolítica mundial e traçamos um paralelo com as profecias bíblicas do tempo do fim, não podemos deixar de começar a imaginar qual será o plano estabelecido para trazer o verdadeiro Anticristo ao poder.
Quem estuda a Bíblia sabe que grande parte da história do conflito final se passará envolvendo o povo judeu e a terra santa de Israel (4), e não é por acaso que acrescendo a todos os fatos acima expostos vemos também, embora de forma muito superficial mas evidente, um aproximar diplomático entre o Irão e os EUA, coisa que supostamente (e digo apenas supostamente pois no fundo tanto Obama como o presidente do Irão como o presidente sionista de Israel estão todos feitos neste teatro, de forma a trazer um conflito para reunir as condições necessárias ao aparecimento do Antimessias) não tem agradado ao governo de Israel que afirma que se necessário tomará medidas contra o Irão pelos seus próprios meios (5).